Tempo
|

Relicário com sangue do Papa João Paulo II roubado em Itália

27 jan, 2014

A relíquia estava guardada numa pequena Igreja, perto de L’Aquila, nas montanhas de Abruzzo, a leste de Roma.

Um relicário com sangue do Papa João Paulo II foi roubado de uma igreja em Itália.

O ladrão ou ladrões partiram um vidro da pequena igreja de montanha e levaram o relicário feito em ouro, que continha o sangue de João Paulo Segundo e também um crucifixo.

A informação é avançada pelas forças policiais, que têm em curso uma operação especial para tentar recuperar a relíquia. Outros objectos valiosos não foram tocados, o que leva as autoridades a desconfiar que o objectivo era mesmo roubar a relíquia, especificamente.

A polícia avança ainda a possibilidade de o roubo estar associado a rituais satânicos.

O sangue foi oferecido àquela comunidade em 2011 pelo antigo secretário do Papa polaco.

Depois do atentado na praça de São Pedro, a 13 de Maio de 1981, foi mantido pelo Vaticano uma reserva de sangue do próprio Papa João Paulo II.

João Paulo Segundo era um amante do montanhismo e muitas vezes saia secretamente do Vaticano para ir caminhar e rezar naquela igreja de San Pietro della Ienca, que se situa nas montanhas de Abruzzo, a leste de Roma.

João Paulo II, que morreu em 2005, vai ser canonizado em Abril próximo.