Tempo
|

Papa quer cristãos sem complexos

17 jan, 2014

“A normalidade da vida exige dos cristãos fidelidade à sua opção e não vendê-la para seguir uma uniformidade mundana. Esta é a tentação do povo e também a nossa”, afirmou, esta sexta-feira, o Papa.

Os cristãos devem ser fiéis à sua opção e sem complexos.

Francisco deixou o alerta, na missa da manhã esta sexta-feira, porque há cristãos mundanos que preferem fazer o que está na moda e dizer o que os outros dizem.

Contra a homologação das telenovelas, o Papa Francisco considera a mundanidade ainda mais perigosa do que a apostasia, porque esta é uma ruptura clara com Deus, enquanto a mundanidade é muito mais subtil.

“A normalidade da vida exige dos cristãos fidelidade à sua opção e não vendê-la para seguir uma uniformidade mundana. Esta é a tentação do povo e também a nossa”, afirmou o Papa.

“Tantas vezes esquecemos a palavra de Deus e o que o Senhor nos diz e usamos as palavras da moda e também as da telenovela que estão na moda. Usamos essas, porque é mais divertido! A apostasia é o pecado da ruptura com Deus, mas a apostasia vê-se claramente, enquanto a mundanidade é mais perigosa, porque é subtil.”

“A mundanidade amolece o coração, o que é mau. Nunca é bom ter o coração mole. Bom é o coração aberto à palavra de Deus que a recebe”, concluiu Francisco.