Tempo
|

Jovem xiita morre ao evitar atentado na sua escola no Paquistão

10 jan, 2014

A escola situa-se numa zona maioritariamente xiita. Os xiitas são uma minoria no Paquistão e a comunidade tem sido fustigada por atentados e perseguições ao longo dos últimos anos.

Jovem xiita morre ao evitar atentado na sua escola no Paquistão
Um jovem paquistanês de cerca de 15 anos morreu para evitar um ataque de um bombista suicida à sua escola.

Apesar de ter morrido juntamente com o suicida, Aitazaz Hassan Bangash, ao impedir a entrada do terrorista na escola, conseguiu evitar que outros colegas fossem atingidos pelo atentado. Na altura do incidente a maioria dos 2.000 alunos estavam reunidos para assembleia.

A escola situa-se numa zona maioritariamente xiita. Os xiitas são uma minoria no Paquistão e a comunidade tem sido fustigada por atentados e perseguições ao longo dos últimos anos.

A atenção de Hassan foi despertada quando o homem lhe pediu direcções para a escola, apesar de estar a usar a farda do estabelecimento. Nessa altura, segundo testemunhas, vários dos alunos que se encontravam por perto afastaram-se, mas Hassan confrontou o homem envolvendo-se numa luta com ele. Em pânico, o bombista fez rebentar o engenho, matando-se a si e ao aluno.

O jovem paquistanês poderá, agora, vir a receber, a título póstumo, a mais alta condecoração civil do país e estão a chover elogios à sua atitude heróica.