Tempo
|

Campeão de ondas gigantes tem medo do trânsito português

23 nov, 2013 • Susana Martins

Garrett McNamara esteve esta sexta-feira na abertura do encontro “meeting Lisboa”, a decorrer no Campo Pequeno.

Campeão de ondas gigantes tem medo do trânsito português
Campeão de ondas gigantes tem medo do trânsito português

O surfista norte-americano Garrett McNamara confessou perante uma plateia de jovens que está muito mais à vontade no “mar XXL” do que no trânsito entre a Nazaré e Lisboa.

O norte-americano diz-se consumido pela paixão das ondas gigantes da Nazaré. “Desde sempre o meu dom são as ondas grandes, é o que adoro fazer e é o que sei que faço bem. Todos vocês têm um dom, algo que fazem melhor que todos os outros, algo que podem aplicar à vossa vida, basear a vossa vida na vossa paixão, naquilo que são bons, a minha são grandes ondas”.

Surfar ondas de 30 metros, do tamanho de um prédio de 10 andares, não mete medo a Mcnamara. “As ondas normais são difíceis para mim, tenho medo de ondas pequenas. Tenho mais medo que conduzir da Nazaré para Lisboa no trânsito”, acrescenta.

Porque o medo é uma escolha, garante o norte-americano. “Se ficarem no momento, estiverem presentes, concentrados e apreciarem o que estiverem a fazer. Se enfrentarem o que vier, sem pensar no futuro nem no passado, se apreciarem o momento, não há medo”.

McNamara fala praticamente como um português quando lhe perguntam como foi conseguir um troféu de maior onda do mundo na Nazaré.

“Quando o recorde foi alcançado senti-me honrado e orgulhoso, foi incrível trazer a distinção para Portugal.”

McNamara confessa que a Nazaré é um dos locais mais especiais que conheceu. Nunca o norte-americano viu ondas gigantes tão frequentes como as que encontrou naquela praia.

O campeão de ondas gigantes participou esta sexta-feira na abertura do encontro “meeting Lisboa”, a decorrer no Campo Pequeno até domingo.