Tempo
|

A felicidade de ser família numerosa

25 out, 2013 • Ângela Roque

Cerca de 150 mil famílias de todo o mundo vão em peregrinação ao Vaticano este fim-de-semana. A delegação portuguesa da Pastoral Familiar inclui três casais. Um deles viaja com os seus oito filhos.  

A felicidade de ser família numerosa
João e Maria Cortez de Lobão têm oito filhos e muito orgulho em mostrar como são felizes sendo uma família numerosa. Maria garante mesmo que “esta é a melhor forma de viver em família”, porque nas famílias grandes “dividimos os sofrimentos e aflições, cada um leva um bocadinho, mas as alegrias multiplicamo-las e vivemo-las mais em plenitude, porque temos com quem partilhar a alegria. É mesmo assim!”.

Os 8 filhos têm idades muito variadas: 23 anos, 19, 18, 14, 10, 8, 7 e o mais novo tem apenas 1 ano. Só para o mais pequeno vai ser uma estreia ir a Roma ver o Papa.

O pai diz que “estão todos entusiasmadíssimos”, e que esta peregrinação é uma oportunidade para a família manifestar a sua “fidelidade ao Santo Padre, e encorajá-lo para que continue a defender e a promover a família em todo o mundo”.

No actual contexto tão desfavorável às famílias, Maria admite que é importante participarem nesta peregrinação que os fará sentir que não estão sozinhos: “Não estamos sozinhos porque Deus nunca nos abandona e porque somos muitos. E não é nós, família, somos é muitos cristãos”.

Esta será a primeira vez que vão estar com o novo Papa Francisco. Na impossibilidade de um encontro a sós com o Santo Padre, João Cortez de Lobão diz que “aquilo que é importante é que nos sintamos perto uns dos outros e que estejamos atentos às mensagens de uns e outros para podermos sair dali mais completos, mais ricos, e trazer a mensagem para o mundo inteiro".

Ao todo são esperadas em Roma 150 mil famílias do mundo inteiro para esta Peregrinação no Ano da Fé.