Tempo
|

Bispos católicos condenam atentado contra igreja anglicana no Paquistão

23 set, 2013 • Ecclesia

O Papa condenou este domingo na Sardenha o atentado suicida, que matou 81 pessoas, pedindo aos crentes que evitem a “destruição” e a guerra.

Bispos católicos condenam atentado contra igreja anglicana no Paquistão
Os bispos católicos do Paquistão manifestaram publicamente a sua condenação ao duplo atentado suicida contra uma igreja anglicana, no Norte do ,que este domingo provocou pelo menos 81 mortes e cerca de 150 feridos.

O Arcebispo de Karachi, Joseph Coutts, que é também presidente da Conferência Episcopal Paquistanesa, assina um comunicado no qual se condena “nos termos mais fortes” um “ataque contra homens, crianças e mulheres inocentes”.

O atentado diante da igreja anglicana de Todos os Santos em Peshawar, capital da província de Khyber-Pakhtunkhwa, matou sete crianças e foi reivindicado pelo grupo islamita “Jandullah”.

O governo provincial decretou três dias de luto num momento em que se verificam manifestações de protesto contra o ataque, em várias cidades do Paquistão, adianta a agência católica AsiaNews.

O Papa condenou este domingo na Sardenha o atentado suicida no Paquistão, pedindo que os crentes evitem a “destruição” e a guerra. Num encontro com jovens na capital da ilha italiana, Francisco lamentou este ataque bombista, que apresentou como uma “escolha errada, de ódio, de guerra”.

A igreja anglicana de Todos os Santos foi construída em 1883 e está virada para Meca, simbolizando a vontade de diálogo com a comunidade muçulmana.

Os bispos católicos do país decidiram encerrar as escolas entre segunda e quarta-feira, num “símbolo de luto e de protesto” contra um acto “vergonhoso e cobarde”.