Tempo
|

Patriarca de Lisboa pede às paróquias que promovam oração pela paz na Síria

03 set, 2013

D. Manuel Clemente apela a que nas comunidades sejam promovidas iniciativas de oração como pediu o Papa Francisco.

O Patriarcado de Lisboa associa-se à jornada de oração e jejum pela paz na Síria convocada pelo Papa Francisco, mas a forma de associação fica a cargo das paróquias.

Numa nota publicada no site do Patriarcado, D. Manuel Clemente apela a que nas comunidades paroquiais da diocese de Lisboa sejam promovidas iniciativas de oração pela paz na Síria e no mundo, como pediu o Papa Francisco.

A jornada de oração e jejum pela paz na Síria e no Médio Oriente, que vai decorrer no próximo sábado, foi anunciada pelo Papa Francisco no domingo, antes da oração do Angelus. Nesse dia, na Praça de S. Pedro, das 19h00 às 00h00, haverá uma vigília de oração, mas o Papa também a pediu às dioceses para que organizem algum acto litúrgico por esta intenção.

O Papa estendeu o convite à oração a todas as religiões, e da Síria, já veio uma resposta do grande mufti sunita, que acolheu com entusiasmo o apelo de Francisco e manifestou a intenção de marcar presença em Roma para poder participar no próximo sábado.
 
De acordo com informações avançadas pela agência Fides,o grande mufti deu conta disso mesmo ao núncio apostólico em Damasco, D. Mario Zenari.

Já esta terça-feira o Papa Francisco publicou dois “tweets” sobre o conflito. Numa primeira mensagem na sua página “Pontifex”, Francisco deixou a reflexão: “Quanto sofrimento, quanta destruição, quanta dor causou e está a causar o uso das armas.” Passadas umas horas, o Papa deixou um apelo: “Queremos que nesta nossa sociedade, dilacerada por divisões e conflitos, possa irromper a paz!”.
 
Números revelados esta terça-feira pela ONU já contam dois milhões de refugiados por causa da guerra civil na Síria.