Tempo
|

Padre italiano sequestrado na Síria

29 jul, 2013

Paolo Dall`Oglio foi raptado por rebelde com ligações à Al-Qaeda.

Um padre italiano foi sequestrado este segunda-feira na cidade de Raqqa, no leste da Síria, por rebeldes com ligações à rede terrorista Al-Qaeda.

De acordo com activistas locais citados pela agência Reuters, o sacerdote jesuíta Paolo Dall`Oglio foi raptado quando se deslocava a pé pela cidade.

O ataque é atribuído a elementos do grupo Estado Islâmico do Iraque e do Levante, com ligações à rede terrorista Al-Qaeda, que assumiram o controlo de Raqqa.

O padre Paolo Dall`Oglio chegou a ser expulso da Síria, em 2012, por reunir-se com elementos da oposição e por criticar abertamente o regime do presidente Bashar al-Assad. O sacerdote foi entrevistado em duas ocasiões pela Renascença, lamentando em ambas as ocasiões a destruição a que estava a ser sujeito o país a que dedicou grande parte da sua vida.

No passado mês de Junho, um grupo de rebeldes assassinou um padre católico na região de Al-Ghassaniyah. O padre François Maurad era natural de Alepo e era de rito latino. Estava ao serviço da comunidade franciscana e ajudava no trabalho humanitário que a ordem assegura na região.

Em dois anos, a guerra civil na Síria já provocou mais de 100 mil mortos, segundo a organização não-governamental Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

[Notícia actualizada às 13h34]