Tempo
|

Papa realça a importância dos avós na transmissão da fé

26 jul, 2013 • Filipe d’Avillez

A oração do Angelus teve lugar depois de um curto encontro com jovens reclusos, cuja identidade não foi revelada. Ainda esta tarde o Papa almoça com 12 jovens representantes dos cinco continentes, incluindo um português.  

O Papa Francisco evocou esta sexta-feira a importância da família como lugar der transmissão da fé, realçando sobretudo o papel desempenhado pelos avós.

Durante a oração pública do Angelus, o Papa recordou que neste dia a Igreja celebra a festa de Santa Ana e São Joaquim, pais de Nossa Senhora e avós de Jesus.

Foi na sua casa, explica o Papa, que Maria cresceu na fé: “Vemos aqui o valor precioso da família como lugar privilegiado para transmitir a fé!”

É neste dia que no Brasil, como em Portugal, se assinala o dia dos avós. “Como os avós são importantes na vida da família, para comunicar o património de humanidade e de fé que é essencial para qualquer sociedade! E como é importante o encontro e o diálogo entre as gerações, principalmente dentro da família”, destacou o Papa.

Para Francisco os jovens têm obrigação de escutar e aprender com os seus avós: “Esta relação, este diálogo entre as gerações é um tesouro que deve ser conservado e alimentado! Nesta Jornada Mundial da Juventude, os jovens querem saudar os avós. Eles saúdam os seus avós com muito carinho e lhes agradecem pelo testemunho de sabedoria que nos oferecem continuamente”.

A oração do Angelus teve lugar depois de um curto encontro com jovens reclusos, cuja identidade não foi revelada. Ainda esta tarde o Papa almoça com 12 jovens representantes dos cinco continentes, incluindo um português.