Tempo
|

Arcebispo angolano eleito presidente do organismo que reúne episcopados africanos

16 jul, 2013 • Ecclesia

D. Gabriel Mbilingi assume liderança do Simpósio das Conferências Episcopais da África e Madagáscar e lembra conflitos no continente.

O arcebispo angolano D. Gabriel Mbilingi foi eleito como novo Presidente do Simpósio das Conferências Episcopais da África e Madagáscar (SCEAM), após a reunião plenária desta organização episcopal em Kinshasa, República Democrática do Congo (RDC).

O arcebispo de Lubango disse à Rádio Vaticano que a prioridade para os membros do organismo deve passar por promover a “comunhão”, com “sensibilidade aos problemas que se vivem em cada região”, bem como “a justiça e a reconciliação”.

Os participantes deixaram em particular uma mensagem sobre a situação na RDC, lembrando uma guerra que fez seis milhões de mortos em 20 anos.

Os bispos “convidam todas as partes envolvidas a procurarem uma solução para esta guerra e a trabalharem activamente pela paz”, fazendo um apelo nesse sentido junto das Nações Unidas, União Europeia e União Africana.

D. Gabriel Mbilingi abordou ainda a situação “muito especial” na República Centro-Africana e no Egipto, cujos bispos estiveram ausentes.

“Queremos ver uma África mais reconciliada, mais justa, com maior garantia de paz”, precisa.

Os bispos do SCEAM adoptaram um plano estratégico de cinco anos que inclui projectos em matéria de governação e formação em práticas democráticas, entre outros.

“As linhas de força estão estabelecidas num plano estratégico, pastoral, de 2013 a 2018, pelo que nos próximos tempos, nós poderemos ver como concretizar realmente o que lá está traçado”, refere o novo presidente.

Na mensagem final da assembleia plenária, divulgada pela Agência Fides, do Vaticano, os bispos africanos convidam todos os cidadãos do continente “a envolverem-se com urgência na luta por uma ordem social justa, onde todos possam gozar dos direitos associados à sua dignidade humana”.