Tempo
|

Ajuda à Igreja que Sofre ajudou mais que nunca em 2012

25 jun, 2013

Recorde de angariação de fundos permitiu financiar mais de 5,600 projectos em 140 países, revela a fundação.

A fundação Ajuda à Igreja que Sofre bateu todos os recordes de angariação de fundos em 2012, apesar da grave crise que assola as economias europeias.

A organização internacional, que tem uma delegação em Portugal, pôde assim financiar mais de 5,600 projectos, em 140 países, sobretudo em zonas onde o Cristianismo está em expansão mas enfrenta dificuldades, como Índia, Brasil, Ucrânia e Rússia.

No total a fundação recolheu 90.8 milhões de euros, mais oito milhões que no ano anterior.

Para além dos países já mencionados a fundação desempenha um papel importante no apoio a comunidades cristãs frágeis em território tradicionalmente hostil, como Congo, Cuba, Vietname, Síria, Nigéria, China e Paquistão.

Em Portugal, e apesar da grave crise que o país atravessa, foram recolhidos 2.228.888 euros.