Tempo
|

Autora de livro sobre o Papa recorda “homem profundo de espírito elevado"

30 mai, 2013 • Aura Miguel

Francesca Ambrogetti está em Portugal para promover o livro que escreveu a meias com Sergio Rubin, quando o actual Papa era Jorge Bergoglio, arcebispo de Buenos Aires.  

Autora de livro sobre o Papa recorda “homem profundo de espírito elevado"
“É um homem com os pés na terra, o coração aberto, o pensamento lúcido e profundo e o seu espírito elevado”. É desta forma que Francesa Ambrogetti descreve Francisco.

Ambrogetti é co-autora do livro “Papa Francisco – Conversas com Jorge Bergoglio”, que foi publicado inicialmente como “El Jesuita”, numa altura em que poucos imaginavam que o cardeal e arcebispo de Buenos Aires chegasse a Papa.

A jornalista e autora explica como nasceu essa ideia: “Bergoglio tinha sido nomeado recentemente cardeal e convidei-o para vir pessoalmente a um encontro com jornalistas da imprensa estrangeira, em Buenos Aires, para nos falar da crise que se aproximava. Ele veio a pé, tinha apanhado o autocarro, não aceitou que o fôssemos buscar de carro. De tal modo que, quando ele chegou sozinho, simplesmente vestido como um comum sacerdote, um colega perguntou se eu tinha a certeza de que este era o cardeal” .

“Então, ele apresentou-se com um discurso de grande profundidade, lucidez, com uma ideia clara sobre o futuro da humanidade, dos problemas argentinos e latino-americanos, de como devia ser a Igreja. Foi então que surgiu a ideia de aprofundar o pensamento de Jorge Bergoglio”, recorda.

Ao longo do tempo que levou a escrever o livro, redigido em forma de entrevista, Ambrogetti ficou a conhecer bem o actual Papa. Hoje, recorda como foi a sua simplicidade que mais a cativou. “A simplicidade, o fazer-nos sentir em casa e, acima de tudo, a sua capacidade de escuta. É uma pessoa que te escuta profundamente, atentamente, com uma grande memória e uma grande atenção à pessoa que tem à sua frente.”

A jornalista, que é argentina também, diz que os seus conterrâneos estão muito orgulhosos e expectantes quanto à visita que Francisco fará à América do Sul, já em Agosto: “ Os argentinos estão muito orgulhosos com o seu Papa, tal como toda a América Latina. A viagem ao Brasil vai ser maravilhosa. Cremos que ele está muito feliz com esta viagem àquele continente”.