Tempo
|

D. Jorge Ortiga sugere sensibilidade ao Governo e sobriedade à população

09 mai, 2013 • Isabel Pacheco

“Receio que estas medidas sejam verdadeiramente desastrosas para algumas pessoas”, afirma o Arcebispo de Braga.

D. Jorge Ortiga sugere sensibilidade ao Governo e sobriedade à população
O Arcebispo de Braga diz que as novas medidas de austeridade são “dolorosas” e podem tornar-se desastrosas para alguns sectores da população, sobretudo os mais idosos.

D. Jorge Ortiga pede mais sensibilidade ao Governo.“Pelo menos em alguns sectores da sociedade acho que são verdadeiramente dolorosas e isso devia ser tido em consideração. Se é verdade que teremos durante algum tempo continuar com algum ritmo, tenho receio que estas medidas sejam verdadeiramente desastrosas para algumas pessoas”.

O Arcebispo Primaz diz ainda que não gosta da palavra austeridade e que prefere um termo diferente: “não gosto da palavra austeridade, vou dizendo que temos de criar um estilo novo de sobriedade para poder partilhar”. 

Estas declarações foram feitas esta quinta-feira, em Braga, à margem de uma conferência sobre o Dia Mundial das Comunicações Sociais, que se assinala no próximo domingo.