Tempo
|

Patriarca convoca católicos para procissão no dia do Corpo de Deus

17 abr, 2013 • Ecclesia

D. José Policarpo espera que o fim do feriado seja “provisório”. Procissão integra-se na “Semana da Fé”.  

Patriarca convoca católicos para procissão no dia do Corpo de Deus
O cardeal-patriarca de Lisboa convocou os católicos para uma procissão pelas ruas da cidade no próximo dia do Corpo de Deus, que este ano se celebra pela primeira vez a um domingo, 2 de Junho, e não num dia feriado.

“É preciso que a diocese e sobretudo a cidade de Lisboa mostrem que o fim provisório, assim o esperamos, do dia santo do Corpo de Deus não diminuiu o nosso amor à Eucaristia, adorada em procissão pelas ruas de Lisboa”, refere D. José Policarpo, numa carta dirigida aos católicos do Patriarcado para anunciar a realização de uma ‘Semana da Fé’, entre 26 de maio, Dia da Igreja Diocesana, e 2 de Junho.

A suspensão de dois feriados católicos (Corpo de Deus e Todos os Santos) foi acordada em 2012 após um “entendimento excepcional” entre a Santa Sé e o Governo português, válido por cinco anos.

A celebração da solenidade litúrgica do Corpo de Deus (assinalada até agora numa quinta-feira, 60 dias depois da Páscoa) vai ser “transferida para o domingo seguinte” e a de Todos os Santos “manter-se-á no dia 1 de Novembro, mas sem o carácter de dia feriado civil”.

A “Semana da Fé” no Patriarcado de Lisboa vai iniciar-se no Colégio dos Salesianos, em Manique, e D. José Policarpo faz votos de que este seja o Dia da Igreja Diocesana “mais concorrido de todos”.

O Patriarca vai proferir uma conferência, a 30 de maio, a partir da Igreja de São João de Deus, com transmissão através do site diocesano.

O programa inclui ainda a apresentação de duas exposições, “para o grande público”, sobre “duas expressões da fé: na beleza e na arte, e na ajuda fraterna aos irmãos”.

“O nosso Ano Pastoral continua dinamizado pela vivência do Ano da Fé, convocado por Sua Santidade Bento XVI. O Papa Francisco, na simplicidade do seu testemunho de pastor, veio acentuar este desafio de coerência com a fé que recebemos como o mais precioso dom de Deus”, explica D. José Policarpo, presidente da Conferência Episcopal Portuguesa.

O Ano da Fé (Outubro de 2012 - Novembro de 2013) vai concluir-se no Patriarcado de Lisboa com uma peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, Peniche, no dia 24 de Novembro, solenidade de Cristo-Rei.