Tempo
|

Papa alerta contra quem quer regressar ao período pré-conciliar

16 abr, 2013 • Filipe d’Avillez

Bento XVI falou várias vezes da necessidade de se interpretar o Concílio segundo os textos do mesmo, e não de acordo com um qualquer “espírito conciliar”, indefinido.  

Papa alerta contra quem quer regressar ao período pré-conciliar
O Papa Francisco alertou hoje contra a “teimosia” e a “insensatez” de quem procura resistir à influência do Espírito Santo, dando como exemplo as pessoas que procuram regressar ao período pré-conciliar.

Na missa diária que celebrou na manhã desta terça-feira, na Igreja da Casa de Santa Marta, onde continua a residir, o Papa descreveu o Concílio Vaticano II como “um belíssimo trabalho do Espírito Santo”.

“Pensem no Papa João XXIII. Ele parecia um bom pároco e foi obediente ao Espírito Santo e fez isto. Mas 50 anos mais tarde, fizemos tudo o que o Espírito Santo nos ordenou no Concílio? Na continuidade do crescimento da Igreja que foi o Concílio? Não”, concluiu.

“Celebramos este aniversário, erguemos monumentos, mas não nos damos ao trabalho. Não queremos mudar”, afirmou ainda o Papa.

De seguida, Francisco foi mesmo mais longe e criticou aqueles que procuram regressar ao período antes do Concílio: “E há mais: há vozes que procuram voltar atrás. Chama-se a isto teimosia, chama-se querer domesticar o Espírito Santo, chama-se a isto insensatez e lentidão de coração”.

A herança do Concílio Vaticano II tem sido muito discutida nos últimos anos. Bento XVI falou várias vezes da necessidade de se interpretar o Concílio segundo os textos do mesmo, e não de acordo com um qualquer “espírito conciliar”, indefinido. O Papa alemão criou também a expressão “hermenêutica da continuidade”, significando que o Concílio só pode ser interpretado em continuidade, e nunca em ruptura, com a tradição da Igreja.

Foi também durante o pontificado de Bento XVI que se intensificaram as conversações com a Sociedade de São Pio X, um grupo tradicionalista que está em ruptura com a Igreja e que recusa algumas das reformas do Concílio. As tentativas de reintegração da sociedade acabaram por não se concretizar.