Tempo
|

Obras de Fé

Meninas deficientes são tudo para freiras e voluntárias

28 mar, 2013 • Liliana Monteiro

Ordem das Irmãs Servidoras de Jesus do Cottolengo do Padre Alegre vive da providência divina, isto é, da ajuda de voluntários e de benfeitores.  

Enquanto as 15 meninas, como lhe chamam, ainda dormem lá em cima, as quatro irmãs de Cottolengo elas rezam as Laudes na capela. Hoje têm de visita a madre superiora. São apenas seis da manhã mas já começou um dia que será dedicado, na íntegra, a servir 15 meninas deficientes, mas que para estas freiras são a presença de Cristo nas suas vidas.

Adoram o Santíssimo e fazem silêncio, quebrado só pelos ponteiros do relógio, e dedicam o novo dia que começa a Cristo. Cultivam a fé que as ajuda todos os dias neste projecto de caridade e de entrega total ao grupo de crianças, jovens e mulheres pobres e todas elas com deficiências, algumas bem profundas.

Enquanto as irmãs rezavam Ana era a primeira voluntaria a entrar na casa. Chega sempre antes da badalada das 7 horas.

São voluntários como a Ana que ajudam as irmãs a sobreviver e a fazer frente às dificuldades. Esta ordem vive apenas da providência, ou seja, não têm outro rendimento que não aquilo que os benfeitores entendam dar. As irmãs podem ser contactadas por telefone para o 217579558.