Tempo
|

Francisco recusa apartamento papal, mantendo-se num quarto simples

26 mar, 2013 • Aura Miguel

O apartamento pontifício já está pronto, mas o Papa Francisco diz estar confortável no pequeno quarto onde passou o Conclave. Segundo a imprensa, quando visitou o apartamento terá comentado que dava para alojar até 30 pessoas.

O Papa Francisco não vai mudar-se para os apartamentos pontifícios, preferindo ficar a viver na Casa de Santa Marta, onde ficou alojado durante o Conclave até agora.

Os apartamentos, onde viveram os anteriores papas, estão prontos para receber Francisco mas ele terá indicado que se sente muito confortável onde está e que não quer mudar-se.

Segundo a imprensa, quando visitou o apartamento terá comentado que dava para alojar até 30 pessoas.

A Casa de Santa Marta foi mandada construir por João Paulo II propositadamente para acolher cardeais eleitores durante conclaves. No resto do tempo é usado por alguns cardeais mais idosos e membros da cúria e também para alojar pessoas que estão de passagem pelo Vaticano.

O Papa Francisco ficou instalado no quarto 201 durante o Conclave e é lá que vai permanecer por enquanto. O director da Sala de Imprensa da Santa Sé não soube explicar aos jornalistas se a decisão é definitiva ou não, nem se sabe se os apartamentos pontifícios vão ser destinados a outro uso ou não.

"Esta manhã, celebrou com os hóspedes da Casa Santa Marta e no final da missa, deu-lhes a entender que tenciona permanecer com eles nesta fase, até decisão em contrário. Portanto, transferiu-se para a suite nº 201 de modo a ter mais espaço e salas para poder receber, mas já começou a usar sistematicamente o Apartamento para as audiências, onde se encontram a Sala Clementina, a Biblioteca privada, etc. No entanto, para habitação permanece em Santa Marta."
 
"Ele experimenta agora uma forma simples de vida em convívio com outros sacerdotes e bispos ao serviço da Santa Sé; é a sua opção em viver juntamente com outros membros do clero. O Apartamento está pronto mas, de facto, não se transferiu. Vai lá, evidentemente, para usar a janela habitual do Angelus de Domingo", referiu o padre Lombardi.

Já quando era Arcebispo de Buenos Aires o Papa Francisco recusou viver no Palácio Episcopal, preferindo ficar alojado num modesto apartamento.