Tempo
|

Ceia do Senhor celebrada com delinquentes juvenis em Roma

21 mar, 2013

O Papa Francisco vai romper novamente com a tradição secular e celebrar a Quinta-feira Santa atrás das grades, lavando os pés a reclusos numa prisão juvenil.

Ceia do Senhor celebrada com delinquentes juvenis em Roma
O Papa Francisco voltou a surpreender, hoje, ao anunciar que as celebrações de Quinta-feira Santa, quando os católicos recordam a Última Ceia de Jesus e a instituição da Eucaristia, será celebrada numa prisão juvenil em Roma.

Esta é a primeira vez na história moderna em que um Papa dá início às celebrações pascais fora do Vaticano. Tradicionalmente, estas cerimónias decorrem sempre na Basílica de São Pedro ou em São João de Latrão. 

Esta decisão do Papa é o mais recente gesto de um pontificado que tem sido marcado pela surpresa e pela simplicidade, mas pode ser entendido como continuidade em relação ao seu tempo enquanto arcebispo de Buenos Aires, durante o qual costumava celebrar a quinta-feira Santa com os pobres, os doentes ou os presos.

Durante esta missa o padre que preside, neste caso o Papa, deve lavar os pés a 12 pessoas, recordando o gesto praticado por Jesus que lavou os pés dos seus apóstolos. Deverão ser então 12 delinquentes juvenis os escolhidos na celebração deste ano.

A Quinta-feira Santa é aquela que antecede o Domingo de Páscoa e este ano calha já na próxima semana, dia 28 de Março.