Tempo
|

Agressões aumentam tensão entre muçulmanos no Líbano

18 mar, 2013

Papel do regime de Damasco no espancamento de dois clérigos sunitas não é descartado pelos analistas. Incidente pode levar a uma grave crise no país.

Quatro clérigos sunitas foram agredidos, em dois ataques separados, em Beirute, no Líbano, na noite de domingo.

Os ataques tiveram lugar em bairros predominantemente xiitas.

Os clérigos estavam a regressar de mesquitas situadas nas redondezas quando foram atacados, ficando com algumas escoriações e ferimentos. As principais forças xiitas, incluindo o Hezbollah e o Amal, não perderam tempo a criticar as agressões e entregaram mesmo cinco suspeitos às autoridades, mas os incidentes aumentaram a tensão entre as duas comunidades que, juntamente com os cristãos, formam o grosso da população libanesa, que tem um historial de conflito sangrento, incluindo uma violentíssima guerra civil que está fresca na memória de muitos.

Uma analista ouvida pela agência Reuters diz que é possível que os ataques tenham sido encomendados pelo regime sírio. Os xiitas tendem a apoiar o regime, enquanto os sunitas apoiam os rebeldes e o ataque a clérigos sunitas poderá ter-se devido ao seu apoio à oposição.