Tempo
|

Passos pede iniciativas contra desemprego "insuportavelmente elevado"

23 jun, 2014

Repto foi lançado num evento da Nestlé que apresentou um programa de estágios designado "Aliança para a Juventude".

O primeiro-ministro considerou que, embora haja "sinais encorajadores" de diminuição do desemprego dos jovens em Portugal, este continua num nível “insuportavelmente elevado", e pediu às empresas que lancem iniciativas para inverter essa situação.

Pedro Passos Coelho deixou este desafio numa sessão, esta segunda-feira, em que foi apresentado um programa da Nestlé destinado a combater o desemprego dos jovens na Europa, que contou com a presença do presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, e se realizou na Fundação Champalimaud, em Lisboa.

Para além de apelar a que esta iniciativa da Nestlé sirva "de exemplo para que outras iniciativas deste tipo possam multiplicar-se em Portugal", o chefe do executivo PSD/CDS-PP elogiou "o papel que a Comissão Europeia veio desempenhando ao longo destes últimos anos" e cumprimentou de forma "muito amiga" e "agradecida" Durão Barroso.

Por seu lado, Durão Barroso falou sobre os jovens que deixam o seu país de origem para trabalhar noutro país para considerar que essa deve ser uma opção e não uma escolha por não ter outra solução na terra natal.

“É bom estabelecer laços com outros, é extremamente gratificante a experiência de várias culturas e isso também é valorizado pelos empregadores, a possibilidade falar várias línguas e trabalhar em diferentes contextos. Mas, atenção, a mobilidade tem de continuar a ser uma escolha livre para aqueles que querem ter outra experiência de trabalho. O desejável é que aqueles que querem continuar no seu país possam, no seu próprio país, encontrar hipóteses de trabalho e de formação complementar”, afirmou.

A Nestlé anunciou esta segunda-feira um novo programa de combate ao desemprego jovem na Europa, que será desenvolvido com os seus parceiros de negócio e que em Portugal promete a criação de 8.000 estágios até 2017. Designado "Aliança para a Juventude", o novo programa - que conta com o apoio da Comissão Europeia - alarga a iniciativa Nestlé Emprego Jovem, criada no final do ano passado, aos parceiros de negócio da empresa.

Estiveram também presentes nesta sessão, da parte do Governo português, o vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, e o ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, Pedro Mota Soares, e ainda três secretários de Estado.

[notícia actualizada às 14h28]