Tempo
|

Líder parlamentar do PS cancela presença em conferência sobre reforma do Estado

15 mar, 2013 • Susana Martins

"A partir do momento em que me apercebi que o Governo se apropriou dessa iniciativa académica, obviamente, que não vi outra solução senão cortar o mal pela raiz", justifica Carlos Zorrinho. 

O líder parlamentar do PS aceitou e depois cancelou a sua presença num debate sobre a reforma do Estado, justificando que “não está disponível para manipulações”.

A conferência decorre entre Março e Junho, no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP), em Lisboa.

Carlos Zorrinho foi convidado há algumas semanas pelo ex-deputado do PSD Manuel Meirinho,  actual presidente do ISCSP, mas já não vai porque diz ter percebido que afinal havia outra intenção.

O líder da bancada parlamentar do PS apercebeu-se que, afinal, a conferência não é meramente académica, mas é patrocinada pelo Ministério das Finanças.

“Eu não estou disponível para manipulações. Como político e professor universitário aceitei com muito gosto participar numa iniciativa do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas. A partir do momento em que me apercebi que o Governo se apropriou dessa iniciativa académica, obviamente, que não vi outra solução senão cortar o mal pela raiz e declinar esse convite”, explica Carlos Zorrinho.

A conferência decorre entre Março e Junho e é aberta pelo primeiro-ministro Pedro Passos Coelho e encerrada pelo Presidente da República Cavaco Silva. Também estão previstas intervenções de sociais-democratas como Leonor Beleza ou Jorge Moreira da Silva, mas também socialistas como Luís Amado, Correia de Campos ou ainda o ex-ministro das Finanças Teixeira dos Santos.