Tempo
|

Tiroteio nos EUA

Obama chora. "Já enfrentámos demasiadas tragédias destas"

14 dez, 2012 • Carlos Calaveiras

Atirador assassinou 26 pessoas numa escola primária em Connecticut, nos Estados Unidos. Presidente norte-americano falou ao país: "Não há palavras para aliviar a dor".

Obama chora. "Já enfrentámos demasiadas tragédias destas"
Obama chora. "Já enfrentámos demasiadas tragédias destas"
Visivelmente emocionado, Barack Obama falou aos americanos dizendo que chegou a altura de tomar medidas para impedir que tiroteios como o de hoje voltem a acontecer. Um homem matou esta sexta-feira a tiro 20 crianças e seis adultos numa escola primária em Newtown, Connecticut.

O presidente dos Estados Unidos, numa declaração emocionada, diz que o país "já enfrentou demasiadas tragédias destas nos últimos anos". Barack Obama reagia ao assassinato de 20 crianças e seis adultos numa escola primária em Newtown, Connecticut, após um tiroteio. "É preciso tentar impedir que [estas tragédias] voltem a acontecer."

Barack Obama, sem o referir taxativamente, admitiu alterações nas leis, nomeadamente no que concerne à posse de armas, para evitar mais casos como o que se verificou na escola de Newtown. O líder norte-americano prometeu que todos os recursos vão ser colocados no terreno para investigar este crime.

Obama chorou ao reagir "como pai e não como presidente dos Estados Unidos" ao tiroteio. Numa curta declaração, lembrou que é pai e tem duas filhas, as quais pode ir "abraçar com mais força, ao contrário de muitas famílias" do Connecticut.

"A maioria das vítimas são crianças, entre os cinco e 10 anos. Tinham a vida inteira pela frente", referiu Obama numa das alturas mais emocionadas da declaração. "Estamos de coração partido pelos pais, pelos avós, pelos irmãos das vítimas, a maioria crianças, e também pelas famílias dos adultos e pelos sobreviventes. Não há palavras para aliviar a dor", acrescentou.

Um homem matou a tiro, esta sexta-feira, 20 crianças e seis adultos numa escola primária em Newtown, Connecticut. O atirador acabou por morrer no local. A polícia confirma ainda que foi encontrado um corpo fora da escola, que a imprensa norte-americana diz ser o irmão do atirador. O autor dos disparos também terá assassinado a mãe, que era professora na escola.