Tempo
|
Autárquicas 2021
35,46%
141Câmaras
13,78%
70Câmaras
11,35%
29Câmaras
7,95%
18Câmaras
5,65%
18Câmaras
4,1%
0Câmaras
2,59%
0Câmaras
1,53%
5Câmaras
1,16%
0Câmaras
12,26%
10Câmaras
  • Freguesias apuradas: 3053 de 3092
  • Abstenção: 46,00%
  • Votos Nulos: 1,60%
  • Votos em Branco: 2,52%

Ambiente

Central nuclear de Almaraz é um “perigo” para Portugal, alerta Quercus

17 set, 2011

Segundo a associação ambientalista, a central situa-se a 100 quilómetros da fronteira portuguesa e dado que utiliza o Tejo para refrigerar-se, se houver fuga, Portugal será afectado.

A Quercus vai estar presente na manifestação de hoje pelo encerramento da central nuclear de Almaraz, em Espanha, associando-se à luta de mais de 10 movimentações ecologistas espanholas. Nuno Sequeira, presidente da associação ambientalista portuguesa, diz que em caso de acidente, Portugal seria “gravemente afectado”.

A central nuclear de Almaraz “representa um perigo para Portugal e para o ambiente em geral”, porque, explica Nuno Sequeira, se situa “a 100 quilómetros da fronteira portuguesa, tem já tido um historial de incidentes ao longo dos anos e, no caso de existir um acidente grave, como Fukushima (Japão), Portugal poderia ser seriamente afectado”.

Isto porque, “utiliza um afluente do rio Tejo para fazer a sua refrigeração. No caso de uma fuga, Portugal seria afectado com uma gravidade muito grande”, alerta o presidente da Quercus.

Este não é o primeiro protesto para o encerramento da central nuclear de Almaraz, a Quercus já esteve presente noutras movimentações.