Tempo
|

Rússia quer ajudar o Iraque a derrotar o Estado Islâmico

21 mai, 2015

Moscovo junta-se a Teerão que na semana passada também se mostrou disponível para intervir e ajudar na luta contra o terrorismo.

A Rússia está disposta a fornecer armas ao Iraque para ajudar a derrotar o autoproclamado Estado Islâmico.

Falando antes de um encontro entre o Presidente Vladimir Putin e o primeiro-ministro iraquiano Haidar al-Abadi, em Moscovo, o ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Sergei Lavrov, disse que o seu país faria todos os esforços para ajudar Bagdad a eliminar a ameaça terrorista.

As palavras de apoio da Rússia surgem numa semana em que o Estado Islâmico fez algumas conquistas importantes, depois de alguns meses de recuos. Depois de terem ocupado a cidade de Ramadi, no Iraque, militantes do grupo jihadista conseguiram invadir também a cidade síria de Palmyra, que tem uma enorme riqueza de património arqueológico e cultural.

Actualmente o Iraque conta com o apoio de várias milícias, entre curdos, xiitas e cristãos, mas também com a ajuda de especialistas militares de países ocidentais e ataques aéreos de uma coligação internacional, liderada pelos Estados Unidos.

Recentemente o Irão também declarou estar disponível para tomar uma parte mais activa na guerra contra o Estado Islâmico.