Tempo
|

Extremistas reivindicam rapto de mais de 270 raparigas na Nigéria

05 mai, 2014

Adolescentes foram raptadas a 14 de Abril da escola que frequentavam em Chibok. Vão ser tratadas como "escravas", "vendidas" e "casadas" à força.

Extremistas reivindicam rapto de mais de 270 raparigas na Nigéria
O líder do grupo extremista islâmico Boko Haram reivindicou o sequestro de mais de 270 raparigas em Abril, no nordeste da Nigéria, e disse que elas vão ser tratadas como "escravas", "vendidas" e "casadas" à força.

"Raptei as vossas raparigas", afirmou Abubakar Shekau, num vídeo de 57 minutos obtido pela agência France Presse.

Duzentas e setenta e seis raparigas adolescentes foram raptadas a 14 de Abril da escola que frequentavam em Chibok (nordeste), no estado de Borno. Segundo a polícia, 53 raparigas conseguiram fugir, mas 223 continuam sequestradas.

O Boko Haram pretende criar um Estado islâmico no Norte da Nigéria. Nos últimos meses, uma vaga de acções contra escolas, igrejas e instalações da polícia, dos militares e do governo fizeram mais de dois mil mortos.