Tempo
|

Obama exclui intervenção militar na Crimeia

19 mar, 2014

Estados Unidos apostam na diplomacia.

Obama exclui intervenção militar na Crimeia

O Presidente Barack Obama afasta a hipótese de haver um envolvimento militar norte-americano na Ucrânia.

O líder dos Estados Unidos reafirma que a diplomacia deve resolver a questão da Rússia na Crimeia.

“Não vamos avançar para uma incursão militar na Ucrânia”, disse Obama à televisão KNSD, uma estação ligada à NBC.

De recordar que os Estados Unidos já impuseram sanções à Rússia por Moscovo ter avançado para a Crimeia, uma região ucraniana maioritariamente habitada por russos.

A Crimeia votou, entretanto, um referendo em que aprovou o regresso à Rússia. Esta votação não foi, no entanto, reconhecida pela comunidade internacional. A anexação já foi assinada entre Vladimir Putin e os novos líderes da Crimeia.

A tensão entre Rússia e Ucrânia tem subido de tom. Pelo menos dois militares morreram.