Tempo
|

Antigo ministro grego condenado a 20 anos de prisão

07 out, 2013

Caso de Akis Tsohatzopoulos é um dos simbolos da corrupção no país.

Antigo ministro grego condenado a 20 anos de prisão

O antigo ministro grego da Defesa, Akis Tsohatzopoulos, foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por branqueamento de capitais.

Akis Tsohatzopoulos foi considerado culpado de esconder subornos de negócios de armamento em contas bancárias no estrangeiro, entre 1997 e 2001, segundo fontes judiciais citadas pela agência Reuters.

A mulher, a ex-mulher e a filha de Tsohatzopoulos, bem como outros 13 arguidos, também foram condenados esta segunda-feira por branqueamento de capitais pela justiça grega.

O antigo ministro da Defesa, que esteve no governo entre 1996 e 2001, já tinha sido condenado em Março a oito anos de prisão, por não conseguir justificar a origem do seu património e por falsificar declarações de rendimentos entre 2006 e 2009.

O caso de Akis Tsohatzopoulos é um dos simbolos da corrupção naquele país sob assistência financeira da "troika", formada por Fundo Monetário Internacional (FMI), Banco Central Europeu (BCE) e Comissão Europeia.