Tempo
|

Uma refundação para mascarar a crise

11 fev, 2013 • Dina Soares [reportagem], Teresa Abecasis [imagem e edição] e Rodrigo Machado [motion design]

A segurança social, a educação e a saúde são das áreas eleitas pelo primeiro-ministro para proceder ao corte de quatro mil milhões na despesa do Estado. Entre os especialistas, ninguém acredita que tais poupanças correspondam a alterações de fundo no modelo do Estado Social.

Uma refundação para mascarar a crise
Uma refundação para mascarar a crise
Pedro Passos Coelho associou a necessidade de cortar 4 mil milhões de euros na despesa à ideia de refundar o Estado. A Segurança Social, a Educação e a Saúde foram as áreas eleitas pelo primeiro-ministro para proceder aos cortes mas, entre os especialistas nestas áreas, ninguém acredita que tais poupanças correspondam, de facto, a alterações de fundo no modelo do Estado Social. Refundar implica mudanças lentas e não operações contabilísticas de emergência.

NOTA: SE ESTIVER A CONSULTAR ESTE ARTIGO NA APLICAÇÃO DA RENASCENÇA PARA ANDROID, IPAD, IPHONE OU MOBILE, TEM DE IR À ÁREA DA V+ PARA VISUALIZAR O VÍDEO.