Tempo
|

Greves portuárias causam prejuízos de 425 milhões só em Lisboa

25 set, 2012

Bruno Bobone, da Associação Comercial de Lisboa, acusa os grevistas de falta de respeito pelos outros trabalhadores e de estarem a prejudicar a economia nacional.

A Associação Comercial de Lisboa diz que a greve dos trabalhadores dos portos está a comprometer as exportações portuguesas. Com base na actividade normal das empresas exportadoras da região Sul e Centro, a associação estima fortes prejuízos a rondarem os 425 milhões de euros. 

Em declarações à Renascença, Bruno Bobone diz que as empresas do Centro e Sul do país que operam a partir do Porto de Lisboa estão a ser gravemente prejudicadas pelas greves sucessivas que estão a paralisar a actividade dos portos.

“Nós vamos ter uma diminuição nas exportações de cerca de 370 mil toneladas, e nas importações qualquer coisa como 650 mil toneladas. Em termos de valor que vai deixar de ser exportado, que é aquilo que é exportado do Porto de Lisboa durante um mês, são 425 milhões de euros. Estamos a falar de valores significativos que vão colocar as empresas em prejuízo”, diz o responsável.

Bruno Bobone lembra que, além das empresas, também o Estado é prejudicado na medida em que não arrecada impostos sobre as exportações que deixam de se fazer.

O presidente da Associação Comercial de Lisboa diz que muitas empresas estão com dificuldades em arranjar alternativas ao Porto de Lisboa, primeiro porque é mais caro e depois porque mesmo os portos à volta começam a ficar limitados.

Bruno Bobone acusa os trabalhadores dos portos de falta de respeito pelos outros trabalhadores e de estarem a prejudicar a economia nacional. “Com a situação económica em que estamos, com a dificuldade de vida em que as pessoas se encontram, ter um conjunto de pessoas que felizmente para eles até ganham bastante bem, e que são capazes de prejudicar o país desta maneira, aumentando o desemprego e prejudicando os outros trabalhadores que não tem essas condições, parece-me que é de falta total de respeito pelas pessoas”, critica.

Os trabalhadores dos portos estão a prejudicar as exportações portuguesas, a acusação é do presidente da Associação Comercial de Lisboa perante greves sucessivas que estão a dificultar a vida das empresas.