Siga-nos no Whatsapp

Financiamento do ensino superior “não dá para acreditar”, diz reitor da Técnica

05 jun, 2012 • Fátima Casanova

“Dotação do Orçamento do Estado para o ensino superior e ver que desde 2006 temos estado sucessivamente a descer no financiamento do ensino superior”, explica Cruz Serra.  

Financiamento do ensino superior “não dá para acreditar”, diz reitor da Técnica
O custo por aluno no ensino superior está 30% abaixo da média dos países da OCDE. Com menos dinheiro que Portugal, estão a Bulgária, Roménia e Turquia. Os dados são revelados pelo reitor da Universidade Técnica de Lisboa, que critica o desinvestimento no ensino superior.

António Cruz Serra diz que o Estado paga mais por cada aluno que anda no ensino secundário do que por cada estudante universitário. Cruz Serra diz que cada aluno universitário sai a perder quando comparado com indicadores internacionais ou mesmo com o ensino secundário em Portugal.
 
“O financiamento do ensino superior é muitíssimo baixo sob qualquer padrão, nacional ou internacional. Em particular estamos a ser financiados bastante abaixo, por aluno, do ensino secundário em Portugal. É algo que não dá para acreditar.”

O reitor da Universidade Técnica de Lisboa diz que o investimento público no ensino superior caiu 45% em seis anos e lembra que desde 2006 que o dinheiro destinado às universidades tem estado sempre a diminuir: “É só ir ver qual é a dotação do Orçamento do Estado para o ensino superior e ver que desde 2006 temos estado sucessivamente a descer no financiamento do ensino superior. Em particular este ano, para além dos cortes salariais, que nem sequer comento, há uma descida do orçamento que é de cerca de 8,5%”.

Cruz Serra dá como exemplo aquilo que se passa com o Técnico, que este ano teve uma dotação de cerca de 37 milhões de euros, igual ao orçamento disponível há 14 anos.