Tempo
|

Ministra da Justiça defende legalização de drogas leves

08 fev, 2015

“Os negócios da droga são profundamente rentáveis, se estiver disponível nas farmácias, se se a puder comprar, há ganhos para os cidadãos”, declarou Paula Teixeira da Cruz à TSF.

Ministra da Justiça defende legalização de drogas leves

A ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, defendeu este fim-de-semana, numa entrevista à TSF, a legalização das drogas leves com enquadramento legal.

“Os negócios da droga são profundamente rentáveis, se estiver disponível nas farmácias, se se a puder comprar, haverá ganhos para os cidadãos”, declarou a ministra.

“Está demonstrado – e para mim isso ficou muito claro com a lei seca nos EUA – que a proibição leva a que se pratiquem não só aqueles crimes [tráfico, venda], mas também outros, associados”, disse Paula Teixeira da Cruz, que deu a actividade de gangues violentos e o branqueamento de capitais como exemplo.

A violação do segredo de justiça foi outro dos temas em discussão. Sobre este crime, a ministra afirmou que “obviamente” tem de ser combatido, mas sublinhou que não é “adepta da morte do mensageiro”.

Quanto à criminalização do enriquecimento ilícito, Paula Teixeira da Cruz diz-se convencida de que o novo diploma vai passar no Constitucional e que mais uma vez vê com bons olhos que PCP e Bloco de Esquerda estejam ao lado do PSD “nessa luta de cidadania e de higiene democrática”.

[actualizado às 15h25]