Tempo
|

ASAE encerra 37 fábricas por produção de artigos contrafeitos

27 dez, 2013

É o culminar de um ano de investigações que juntou as autoridades portuguesas e espanholas no combate ao material contrafeito no local da produção.

ASAE encerra 37 fábricas por produção de artigos contrafeitos
ASAE encerra 37 fábricas por produção de artigos contrafeitos
Está suspensa a actividade de 37 fábricas do Norte do país que produziam roupa e calçado contrafeito, após uma operação da Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica (ASAE) que apreendeu 656 mil artigos contrafeitos. Este é o culminar de um ano de investigações que juntou as autoridades portuguesas e espanholas no combate ao material contrafeito no local da produção. No âmbito desta mega-operação, 91 pessoas foram constituídas arguidas, das quais 23 em Portugal.

Está suspensa a actividade de 37 fábricas do Norte do país que produziam roupa e calçado contrafeito, após uma operação da Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica (ASAE) que apreendeu 656 mil artigos contrafeitos.

Este é o culminar de um ano de investigações que juntou as autoridades portuguesas e espanholas no combate ao material contrafeito no local da produção.

“Nós actuámos essencialmente em quatro concelhos ao longo deste ano, numa cooperação muito estreita com a polícia espanhola, numa lógica de partilha de informação entre as autoridades policiais e também numa estratégia que foi o combate ao material de contrafacção, não no local de venda e distribuição mas essencialmente no local de produção”, explicou o director-geral da ASAE, Pedro Portugal Gaspar.

“Aí chegamos ao tal número – 37 locais de produção designados por fábricas, umas menores, outras maiores. O que temos é a remessa para processo judicial para esta questão, em que se encontra suspensa toda a produção ilícita destas entidades”, finalizou o inspector.

No âmbito desta mega-operação, 91 pessoas foram constituídas arguidas, das quais 23 em Portugal. 
O valor total das apreensões rondou o meio milhão de euros.