Siga-nos no Whatsapp

“Homem orquestra” dá música a quem passa no Rossio de Viseu

23 set, 2013 • Liliana Carona, em Viseu

Tem 80 anos e diz que é um caso único no país. A música ajuda a complementar a magra reforma que recebe.

“Homem orquestra” dá música a quem passa no Rossio de Viseu
Por causa de uma reforma de pouco mais de 200 euros, Elias Rodrigues, um octogenário, decidiu dedicar-se à música. Natural da ilha da Madeira, mas a residir em Castro Daire, Viseu, afirma à Renascença que é o único homem no país que sabe tocar sete instrumentos ao mesmo tempo.

Nos planfletos que distribui aparece identificado como “O homem orquestra”. Actua num palco improvisado, no meio do Rossio, em Viseu.

“Toco músicas. Ainda agora toquei uma do Pavarotti: o Funicoli, Funicola”, diz.

Um passatempo? “Não é um hobby, mas a necessidade ganhar uns trocos”, revela. “Infelizmente, tenho uma reforma mísera de 240 euros, agora imagine”, acrescenta.

Elias garante que é caso único no país: “Toco sete instrumentos em simultâneo, não conheço outro caso. É inédito em Portugal.”

Quem passa gosta de o ouvir e até há pedidos especiais. Elias aponta o dedo a um senhor que pára para o ouvir e explica: “Este senhor, sempre que passa aqui, eu toco-lhe um tango: o amor de estudante”. O transeunte agradece e confirma que gosta muito.

Mas o principal sucesso de Elias deixa qualquer um curioso. “Isto que tenho na mão é uma pistola de alarme, para uma música mexicana, de cowboy, que vou tocar, isto dá um impacto nas crianças e nas pessoas em geral, é maravilhoso.”

No final de cada espectáculo, o artista agradece, sempre ao microfone e com um “Muito Obrigada, Bem-haja”.