Tempo
|
Três por Todos - Assista ao direto Três por Todos - Participe nos leilões
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias

Banca

Ulrich assume responsabilidade pela compra de dívida grega

02 fev, 2012

Devido à exposição a esta dívida e à transferência do fundo de pensões, o BPI fecha 2011 com prejuízos de 204 milhões.

Ulrich assume responsabilidade pela compra de dívida grega
O presidente do BPI faz “mea culpa” e assume a responsabilidade pela compra de dívida grega, uma má decisão que atirou o banco para prejuízos históricos: 204 milhões de euros, que comparam com o lucro de 185 milhões em 2010. Fernando Ulrich assume o erro, mas garante que o banco está sólido.

“Os resultados do banco extraordinários obviamente foram maus e não tenho nenhum orgulho em ter decidido comprar dívida grega naquele momento, naquela dimensão”, admitiu o banqueiro.

“Foi obviamente uma má decisão”, sublinha Fernando Ulrich, mas que não interfere com a saúde do banco, defende. “A situação do banco como um todo é uma boa situação, muito sólida, quer do ponto de vista do capital, quer do ponto de vista de liquidez”.

Entre provisões e imparidades, o BPI teve de reflectir nos resultados mais de 600 milhões de euros, o que justifica os prejuízos obtidos no ano passado. A exposição à dívida grega foi o que pesou mais nas contas da instituição, cerca de 440 milhões de euros em imparidades.

Excluindo as situações não recorrentes, às quais se junta ainda a transferência do fundo de pensões, o BPI até registou um lucro de quase 116 milhões de euros.