Tempo
|

OE 2012

Padre Jardim Moreira contra “cortes cegos”

12 out, 2011

Presidente da Rede Europeia Anti-pobreza preocupado com futuro das IPSS.

O presidente da Rede Europeia Anti-pobreza, padre Jardim Moreira, alerta para a necessidade do próximo orçamento não aumentar os desequilíbrios sociais.

“Que seja prudente. Vai ser um orçamento de austeridade e muita austeridade. Que seja um orçamento capaz de enfrentar os problemas e evitar desequilíbrios graves na sociedade. Aqueles que mais têm possam contribuir com mais e aqueles que menos têm sejam poupados para que o desequilíbrio não seja o fruto de um orçamento deste tipo”, pede o sacerdote e activista anti-pobreza.

O impacto que os cortes previstos possam ter sobre as Instituições de Solidariedade Social preocupa de forma especial a Rede Europeia Anti-pobreza.

“Penso que há instituições que estão endividadas, e não são poucas, e não vão ter acesso a fontes que possam cobrir essas dívidas. Se vamos cortar tudo de forma cega, penso que a cegueira é má conselheira e é sempre um perigo e podemos criar situações de sofrimento”, afirma o padre Jardim Moreira.