Tempo
|

Ministro diz que "todos temos um bocadinho do Ronaldo dentro de nós"

14 jan, 2014

Pires de Lima estabeleceu comparações entre a personalidade do futebolista e a mentalidade do povo português. Quanto à política salarial do Governo, diz que não é contra-senso impor cortes salariais e defender salários mais adequados ao valor dos trabalhadores qualificados.

Ministro diz que "todos temos um bocadinho do Ronaldo dentro de nós"
Ministro diz que "todos temos um bocadinho do Ronaldo dentro de nós"
Num discurso proferido em Lisboa e repleto de elogios à capacidade do país e ao dinamismo dos cidadãos, o ministro da Economia recorreu a Cristiano Ronaldo para sustentar por que motivo considera que 2014 é o ano da retoma económica.

"Todos nós, portugueses, temos um bocadinho do Cristiano Ronaldo dentro de nós e é isso que está a fazer a diferença, neste momento, em Portugal", afirmou Pires de Lima durante a inauguração do Accenture Delivery Center, em Lisboa, um centro de serviços de implementação e manutenção de sistemas que criou 250 novos postos de trabalho.

Na sua intervenção, Pires de Lima enalteceu várias vezes a capacidade que os portugueses têm para ultrapassar as dificuldades, garantindo que este é ano do crescimento, apesar de ainda ser cedo para euforias. "Estamos a iniciar um projecto de crescimento económico. A economia portuguesa está a crescer e vai crescer em 2014", sublinhou.

Durante a inauguração, o ministro volta a dizer que Portugal tem gente qualificada que tem de ter salários adequados ao seu valor. Questionado se este discurso é um contra-senso, tendo em conta os cortes salariais impostos pelo Governo, Pires de Lima diz que o Executivo faz o que tem de ser feito.

O corte nos salários é inevitável, considera o ministro, reafirmando todavia não concordar com uma política de salários baixos. Já se o salário mínimo vai subir no próximo ano, o ministro diz ser possível.