Tempo
|

Novo bispo de Aveiro pede às famílias que “não se fechem em si mesmas”

14 set, 2014

D. António Moiteiro apelou também à solidariedade para com os mais pobres.

Novo bispo de Aveiro pede às famílias que “não se fechem em si mesmas”

Decorreu este domingo a entrada solene do novo bispo de Aveiro na diocese. D. António Moiteiro – até há pouco tempo bispo auxiliar de Braga – foi nomeado pelo Papa no passado mês de Julho e vai substituir D. António Francisco dos Santos, agora Bispo do Porto.

Peante uma Sé Catedral de Aveiro cheia, D. António Moiteiro apontou três dos seus principais desafios. Desde logo, criar espaços de fraternidade onde verdadeiramente se concretizem as palavras de Jesus.

D. António, de 58 anos, sublinhou também a importância de ser discípulo missionário e dirigiu uma mensagem às famílias: “Nos imensos desafios que se lhes deparam na realização da sua missão, um apelo a que não se fechem em si mesmas, mas que se abram à vida como um dom que vem de Deus”.

Depois, o novo bispo de Aveiro apelou à solidariedade para com os mais pobres: “Somos chamados a ser instrumentos de Deus ao serviço da libertação e promoção dos mais pobres porque a falta de solidariedade nas suas necessidades influi directamente sobre a nossa relação com o pai bom que ouve o clamor dos seus filhos”.

Por fim, D. António Moiteiro recordou um sonho da Igreja: que deve ser de toda a comunidade, que todos tenham acesso à educação, aos cuidados de saúde e ao trabalho porque é nesse trabalho, afirmou, que o ser humano exprime e engrandece a dignidade da sua vida.



Acompanhe o sínodo da família na Renascença. Notícias, entrevistas e análise.