Tempo
|

“Somos irmãos”, disse Francisco a Bento

23 mar, 2013 • Aura Miguel, em Roma [com Ecclesia] 

Quando o helicóptero aterrou com o Papa Francisco a bordo, Bento XVI caminhou ao encontro do pontífice e abraçaram-se fortemente.

“Somos irmãos”, disse Francisco a Bento
“Somos irmãos”, disse Francisco a Bento
Foi um encontro inédito, familiar e que durou quase uma hora. O Papa Francisco encontrou-se com o Papa emérito, Bento XVI em Castel Gandolfo.
Foi um encontro inédito, familiar e que durou quase uma hora. O Papa Francisco encontrou-se com o Papa emérito, Bento XVI em Castel Gandolfo.

“Somos irmãos”, disse Francisco quando Bento XVI insistiu que o novo Papa ocupasse o lugar de honra. Francisco recusou e ficaram lado a lado no mesmo banco, a rezar.

Segundo revelou o padre Lombardi, o encontro foi de grande familiaridade e durou algumas horas, incluindo um encontro privado que durou cerca de 45 minutos. Ambos falaram em italiano, e apesar da pequena multidão que se reuniu do lado de fora do palácio apostólico, os dois homens não apareceram à janela.

Segundo o porta-voz do Vaticano, quando o helicóptero aterrou com o Papa Francisco a bordo, Bento XVI caminhou ao encontro do pontífice e abraçaram-se fortemente. Ambos usaram o mesmo carro para se dirigirem ao palácio, os dois Papas sentados no banco de trás, e Monsenhor Geinswein, o secretário de ambos, sentado à frente.

Ambos vestiam batina branca, mas Ratzinger sem a faixa à cintura, nem a romeira, ao contrário do que vestia o Papa actual.

Depois do percurso de carro desde o heliporto até ao Palácio, eles “seguiram imediatamente para a capela” do edifício “para um momento de oração”, segundo o padre Federico Lombardi.

O encontro começou às 12h30, na biblioteca privada onde o Papa normalmente recebe os seus convidados mais importantes, em Castel Gandolfo.

Francisco ofereceu a Bento XVI “um bonito ícone” dedicado a Nossa Senhora da Humildade, um presente que pretendeu invocar “a grande humildade” do Papa emérito.

A audiência “totalmente privada e confidencial” sublinhou o sacerdote, terminou com o almoço e depois Joseph Ratzinger acompanhou Francisco de volta ao heliporto, de onde o Papa argentino encetou a sua viagem de regresso ao Vaticano.

O padre Federico Lombardi realça que, apesar de esta ter sido a primeira reunião entre os dois, o “diálogo” entre Papa e Papa emérito começou ainda antes do Conclave eleitoral.

Quando renunciou oficialmente ao seu pontificado, a 28 de Fevereiro, Bento XVI “expressou ao seu sucessor a sua incondicional reverência e obediência, e certamente que no encontro desta manhã, que foi um momento de profunda e elevada comunhão, teve ocasião de reafirmar esses sentimentos”, realça aquele responsável.

“O Papa Francisco também teve ocasião de renovar a sua gratidão e a gratidão de toda a Igreja pelo trabalho que Bento XVI desenvolveu durante o seu pontificado”, apontou ainda.