Tempo
|

Papa reuniu-se com o Presidente de Cuba

28 mar, 2012

Bento XVI encontrou-se com Raúl Castro no mesmo dia em que evocou os presos, os discriminados e os perseguidos.

O Papa Bento XVI esteve esta terça-feira reunido durante mais de uma hora com o Presidente cubano, Raúl Castro, no Palácio da Revolução, em Havana.

No final do encontro não se registaram declarações, mas o Papa e Raúl Castro surgiram por breves momentos e em atmosfera descontraída na escadaria frontal do Palácio da Revolução.

No Palácio da Revolução, Bento XVI foi saudado por todos os membros do conselho de Estado e do Governo cubano.

Enquanto Raul Castro recebia o Papa, o secretario de estado da Santa Sé, o Cardeal Tarcisio Bertone, reunia-se numa sala anexa com o primeiro vice-presidente cubano, Machado Ventura, e com o ministro dos Estrangeiros, Bruno Rodríguez.

Horas antes, no santuário de Nossa Senhora da Caridade, em El Cobre, Bento XVI evocou os presos, os discriminados e os perseguidos.

O Papa dirigiu aos cubanos palavras de encorajamento e consolação que, não sendo explicitamente políticas, remetem para temas mais delicados relacionados com a governação do país.

Esta quarta-feira, o Papa celebra Eucaristia na Praça da Revolução, em Havana.