Tempo
|

É oficial. Portugal saiu da recessão técnica

14 nov, 2013

Economia portuguesa cresceu 0,2% entre Julho e Setembro. É o segundo trimestre consecutivo de crescimento.

É oficial. Portugal saiu da recessão técnica
Os números vêm contrariar a previsão da Comissão Europeia, que previa um crescimento nulo no terceiro trimestre do ano. O INE vem agora dizer que, afinal, a economia cresceu 0,2% do PIB face aos três meses anteriores, período que registou uma subida de 1,1% em relação ao primeiro trimestre do ano.

Na comparação com igual período do ano passado, os valores mantêm-se negativos, mas são melhores do que os registados no trimestre anterior, altura em que a comparação homóloga mostrava que o PIB seria inferior em 2%.

O INE explica que o aumento de 0,2% foi impulsionado pela procura interna, cujo contributo foi menos negativo, umas vez que as famílias reduziram menos as suas despesas com consumo.

O contributo da procura externa líquida dirigida à economia portuguesa, por outro lado, diminuiu, graças sobretudo à aceleração das importações pela economia portuguesa.

O INE conta divulgar uma segunda estimativa no dia 9 de Dezembro.

Na opinião do economista Carlos Bastardo, estas são notícias positivas mas que ainda não se reflectem no dia-a-dia dos portugueses.

Viragem económica anunciada
O termo “viragem económica” tem sido utilizado por membros do Governo para descrever o actual momento da economia portuguesa.

Reconheça as dificuldades que "muitos portugueses ainda atravessam", o ministro da Economia, Pires de Lima, afirmou esta semana que "vivemos um tempo de viragem económica e esse tempo devia ser motivo de satisfação”.

No Parlamento, Pires de Lima disse, referindo-se aos números hoje conhecidos, que não queria “sobrevalorizar os dados que vão ser divulgados sobre o crescimento do PIB”, mas deixou claro que está optimista quanto à evolução da economia.

Antes, já a ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, tinha dado mostras de optimismo, referindo-se a um " verdadeiro momento de viragem” na economia portuguesa.

No dia em que se ficou a saber que a taxa de desemprego desceu, Maria Luís Albuquerque afirmou aos deputados que "estaremos, de facto, perante um verdadeiro momento de viragem".