Tempo
|

Governo passa a garantir cinco horas semanais de apoio ao estudo

12 jul, 2013 • Manuela Pires

Ministério da Educação vai alterar a filosofia das actividades de enriquecimento curricular, mas garante que os alunos vão continuar nas escolas até às 17h30.

A partir do próximo ano lectivo vai haver alterações nas actividades de enriquecimento curricular. No primeiro ciclo, o Ministério da Educação passa a assumir a responsabilidade de garantir uma hora de apoio ao estudo por dia.

“Há aqui um realinhamento das componentes do currículo”, explica o secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, esclarecendo que agora o “apoio ao estudo integra as componentes de currículo”, quando “anteriormente era desenvolvido numa lógica de actividade de enriquecimento curricular”.

As novas regras vão ser publicadas em breve.

Nestas declarações à Renascença, João Grancho garante que apesar destas alterações há duas coisas que não mudam: “nem os pais pagam, nem os alunos saem antes das 17h30”.

O secretário de Estado refere que tem o apoio das autarquias, das associações de pais e de instituições particulares de solidariedade social para o desenvolvimento de actividades de enriquecimento curricular, acrescentando que cada escola tem autonomia para definir o que devem fazer.