“Entendam-se. Não é preciso maioria absoluta” para governar