Provedora da Justiça, Maria Lúcia Amaral, sobre migrantes, eutanásia e MP