“Famílias estão cansadas de baixos salários, e na economia nada muda”