"É um presente envenenado. Somos a geração mais qualificada, mas quase que pagamos para trabalhar"