Diogo Infante. “Joana e Inês, acho uma enorme cobardia esconderem-se atrás de um fantoche”