Diogo Piçarra. “Nenhuma canção minha é plágio, nem a Canção do Fim”