Papa diz que estamos "doentes de consumo" e apela ao reencontro do “silêncio”