Portuguesa em Moria descreve “cenário pós-apocalíptico” depois de incêndio