Papa apela "ao diálogo e à recusa da violência" na Bielorrússia